Missão Oblata atravessa o Rio São Francisco e chega a Petrolina

Petrolina/PE é um munícipio que em conjunto com Juazeiro/BA, forma o maior aglomerado urbano do semiárido. É também a 6ª maior economia do Estado de Pernambuco, com um PIB de R$ 3,1 bilhões. No ano de 2010 , a economia da cidade teve uma alta, voltando a ser a 1ª cidade com o maior PIB do interior de Pernambuco.
 
Com todo esse desenvolvimento, algumas atividades, a exemplo da prostituição obtiveram um crescimento considerável em torno da cidade.
 
Por esse motivo, após alguns encontros e debates entre a Pastoral da Mulher de Juazeiro – Unidade do Instituto das Irmãs Oblatas do Santíssimo Redentor, que completa 35 anos no próximo mês de agosto, e a Pastoral Social de Petrolina, coordenada pelo Padre Luis Ângelo, tendo o apoio de Dom Manoel – Bispo de Petrolina, floresceu o desejo de iniciar um trabalho com as mulheres em situação de prostituição em Petrolina.
 
Nesse sentido, voluntárias/os das paróquias e pastorais da Diocese de Petrolina foram convocadas/os para o trabalho, com o intuito de mapear os locais de prostituição na cidade. Para isso a equipe da Pastoral traçou um plano de formação a ser executado para preparação das pessoas que vão se inserir nesse trabalho.
 
Presente em 15 países, o trabalho das Irmãs Oblatas no Brasil possui sedes em três capitais, que são: Belo Horizonte/MG e São Paulo/SP, Salvador/BA, e uma no interior, Juazeiro/BA.
 
Dando início à formação, no primeiro encontro, foram trabalhados os imaginários em relação à prostituição, onde se pôde observar que os participantes refletem as experiências construídas desde a infância.
 
Já no segundo encontro foi trabalhada a temática “A prostituição no Brasil contemporâneo: um trabalho como outro qualquer?”, buscando refletir a amplitude do que é trabalhar com mulheres em situação de prostituição, as forma de atuação, entre outras.
 
A formação passará por várias etapas, incluindo estudos de textos e teses que envolvem a realidade da prostituição, bem como a análise de leis, inclusive do projeto apresentado pelo deputado Jean Willys, que prevê a regulamentação da atividade da prostituição.
 
O encerramento da formação se dará com a realização de uma oficina prática sobre a abordagem no mundo da prostituição.
 
A formação das/os voluntárias/os que atuarão com as mulheres em situação de prostituição em Petrolina, vem sendo conduzida por Fernanda Lins, Assistente Social - coordenadora da Pastoral da Mulher e pela Educadora Social, Ana Paula Santos.

Nenhum comentário: