Equipe avalia o Diagnóstico da realidade das mulheres em situação de prostituição em Juazeiro

Os dados revelam a condição socioeconômica das mulheres atendidas pela Pastoral da Mulher de Juazeiro.
 

No último dia 05 de fevereiro, a equipe da Pastoral da Mulher - Unidade Oblata em Juazeiro/BA participou de uma Formação, que aconteceu no próprio espaço institucional, conduzido pela Agente Pastoral e Pedagoga, Joice Oliveira.
 
 O momento teve como foco a apresentação do Diagnóstico das mulheres em situação de prostituição na cidade de Juazeiro/BA, a partir da pesquisa realizada com as mulheres atendidas pela instituição – apresentada no II Seminário “Vida Fácil?”, como também fomentar a discussão no atendimento, assessoramento e garantia de direitos das mulheres que estão inseridas no contexto.
 
Vale destacar que a maioria das mulheres entrevistadas tem naturalidade baiana, mais precisamente de Juazeiro/BA, da sede e da zona rural, estão na faixa etária de 21 a 40 anos e em sua maioria possui filhos.
 
O Diagnóstico constatou também que, em relação à renda das mulheres, algumas estão incluídas em programas sociais e recebem algum benefício, sendo o principal a bolsa família (40%), porém a grande maioria ainda não foi contemplada no programa, sendo um número bastante elevado: 60%.
 
Todos estes dados revelam que, a condição socioeconômica das mulheres em situação de prostituição, atendidas pela Pastoral da Mulher, é de baixa renda e necessitam, verdadeiramente, garantir seus direitos sociais básicos, como por exemplo: alimentação, educação, saúde, outros.

 
Tomar conhecimento da realidade das mulheres é um trabalho de grande importância para a Pastoral da Mulher, já que são a partir dessas informações, que a equipe cresce em conhecimento com o público da Pastoral, bem como, encontra novas formas de atuar com as mulheres inseridas no contexto da prostituição em Juazeiro e região.

Fonte: Pastoral da Mulher de Juazeiro

Nenhum comentário: