Olivia Santana: “ A mulher negra continua sendo marginalizada no carnaval de Salvador”

16-02-15-olivia-santana

A Secretária Estadual de Políticas para as Mulheres, Olivia Santana (PC do B) declarou ao “O Jornal da Cidade”, nesta segunda – feira (16), que apesar dos avanços, as mulheres negras continuam marginalizadas no carnaval baiano, e até mesmo excluídas da festa.
 
“A mulher negra continua sendo periferia no carnaval de Salvador. São as catadoras de latinhas, o pessoal do subemprego, etc. Nós da secretaria estamos buscando conceder assistência a essas minorias, que durante muito tempo foram esquecidas pelos poderes competentes”, declarou a secretária. Quando indagada sobre a cápsula do sexo, que foi instalada em um camarote na Barra, Oliva Santana disse não concordar com a iniciativa. “Não concordo com isso, o carnaval é um festa que tem dinheiro público investido, não se pode permitir essas coisas. O nosso foco é cuidar e valorizar as mulheres, quem quiser fazer sexo está livre para tal, mas não em um camarote”, finalizou a titular da pasta.

17/2/2015 /Fonte: Geledés Instituto da Mulher Negra

Nenhum comentário: