II Encontro Formativo para novos voluntários da Pastoral Social em Petrolina

No dia 27 de junho de 2015 dando continuidade a formação das novas voluntárias para o trabalho com mulheres em contexto de prostituição em Petrolina/PE, ocorreu o II Encontro Formativo com o tema: "Regulamentação da Prostituição: uma forma de interpretar”, com a assessoria de Fernanda Lins e Railane Delmondes, trabalhadoras sociais da Pastoral da Mulher de Juazeiro - Unidade vinculada ao Instituto das Irmãs Oblatas no Vale do São Francisco.
 
 
Dando início, Fernanda Lins convidou os presentes para contemplar o cenário que foi montado, onde demonstrava aspectos de um ambiente de prostituição. Após andar pelo cenário as presentes foram orientadas a formar grupos e discutir o texto “ Prostituição - corpo como mercadoria”, de autoria de Paulo Roberto Ceccarelli.
 
Sequenciando, a trabalhadora social Railane Delmondes conduziu a discussão do texto, onde cada grupo expressou os aspectos mais relevantes observados, sendo eles: como era vista a prostituição ao longo dos tempos; o tráfico de mulheres para comércio sexual e como é passada a imagem da mulher para os países estrangeiros; a legislação em relação a prostituição; vulnerabilidade social; exploração de crianças e adolescentes, entre outros.
 
Continuando os trabalhos, Fernanda Lins, apresentou um vídeo que trata da Regulamentação da Prostituição, e realizou uma apresentação explicando o que diz a legislação brasileira sobre esse tema, enfatizando que a legislação penal brasileira não criminaliza a prostituição, por entender que ela não é um problema penal, mas social. Nem as prostitutas nem os clientes incorrem em penas. O Capítulo V do Código Penal, porém, considera crime punível com prisão induzir ou atrair alguém à prostituição, ou, ao contrário, impedir alguém de abandoná-la; criar ou manter casas ou locais para encontros libidinosos, havendo ou não intuído de lucro; tirar proveito da prostituição alheia; intermediar a entrada, o transporte, a transferência ou acolhimento no território nacional de pessoas que venham exercer a prostituição; facilitar a saída de pessoas para exercê-la no exterior.
 
A formação ainda contará com 03 encontros, sendo o próximo no dia 25/07/2015.






Fonte: Pastoral da Mulher de Juazeiro

Nenhum comentário: