JUAZEIRO TEM GRUPO PELO FIM DA VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

 

O programa Geraldo José entrevistou nesta terça-feira (31), técnicos do Núcleo Regional de Saúde Norte (do governo do Estado), que também são membros do Grupo de Homens de Juazeiro pelo Fim da Violência Contra a Mulher. Em todo o Brasil, após a repercussão do estupro coletivo que aconteceu no Rio de Janeiro na semana passada envolvendo uma menor de 16 anos, surgiram diversas campanhas e mobilizações contra a Cultura do Estupro. Em Juazeiro, é através desse grupo que o tema da violência contra a mulher vem sendo abordado através de cursos, palestras, oficinas.
 
“Nós desenvolvemos ações contra a violência contra a mulher durante todo o ano. Em todos os eventos veiculados a mulher estamos de linha de frente. Nós vimos o caso do estupro com muito repúdio e estamos convocando os homens a entrarem nessa luta e nas assinaturas do livro”, afirmou um dos membros do grupo Irailson Lopes.
 
“O Brasil não aguenta mais a violência do racismo, contra os LGBTs, a intolerância religiosa e em especial, nesse momento, contra a mulher. É momento de parar com a violência. O Nosso país não aguenta mais. Precisamos de penas mais duras para podermos erradicar essas situações”, frisou o componente do grupo Jefferson Siqueira.
 
O integrante do grupo, Marcelo Antônio, acrescentou que a pretensão do grupo em atrair homens para a campanha surgiu como uma forma de sensibilizar o público masculino para o fim da violência contra a mulher. “É preciso realizar palestras, conversas a fim de que se quebrem preconceitos contra a mulher e com isso casos de violência não aconteçam”.
 
O grupo recebeu diversas manifestações do público ouvinte pelo telefone, whatsapp e skype, todas elas elogiando a iniciativa, especialmente por proferir palestras em escolas públicas com apoio da Secretaria Municipal da Saúde.
 
Da redação Alinne Torres Foto Geraldo José

Nenhum comentário: