Pastoral da Mulher fala em programa de rádio sobre a luta contra a AIDS e os 16 Dias de Ativismo

No último domingo, dia 05 de Dezembro, a Pastoral da Mulher usou o seu espaço no tradicional programa de rádio, A Voz do velho Chico, para abordar temas bastante importantes: 1º de Dezembro, Dia internacional de luta contra a AIDS e os 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra a Mulher


O dia 1º de dezembro, que está na agenda de vários países desde o fim da década 80, tem o objetivo de conscientizar a população sobre o HIV, bem como auxiliar no combate ao preconceito aos portadores da doença.
Durante o Programa, a apresentadora e educadora social da pastoral, Mônica Siqueira, destacou questões como a vulnerabilidade ao HIV/AIDS, fazendo uma reflexão em torno da falsa impressão de que é uma realidade distante, fugindo da percepção de que todos estão sujeitos à contaminação. Também evidenciou o estigma à população portadora da doença, que advém, muitas vezes, da falta de informação que gera mitos e medos.
A assistente Social da Pastoral, Anna Lícia Brito, foi entrevistada e ressaltou alguns aspectos importantes sobre a doença, tais como: formas de contágio e prevenção; acesso ao tratamento através da rede pública e outros direitos sociais. A profissional ainda mencionou que a melhor forma de prevenção está no uso do preservativo em todas as relações sexuais e orientou a realização periódica de exames médicos; informou que a Pastoral da Mulher também oferece apoio às mulheres com HIV, realizando acolhimento, encaminhamentos e atendimento psicológico.
Dando continuidade ao Programa, Mônica Siqueira sublinhou que estamos vivenciando o período de 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra a Mulher. A mobilização social que iniciou no dia 25 de novembro, Dia internacional da não violência contra a mulher, vai até o dia 10 de dezembro, dia Internacional dos Direitos Humanos. A campanha, abraçada por diversos países, recebe adesões de instituições governamentais e não governamentais, além dos movimentos de mulheres, significando um forte mecanismo de enfrentamento a essa violação de direitos.
Para finalizar, considerando que foi o último programa do ano de 2016, a apresentadora convidou as mulheres a participarem da celebração natalina que acontecerá na Pastoral no dia 16/12 às 14h00min, onde poderão vivenciar o verdadeiro sentido do Natal em um momento de espiritualidade e confraternização.

Fonte: Pastoral da Mulher.


Nenhum comentário: