sexta-feira, 13 de setembro de 2019

SAÚDE MENTAL E AUTOESTIMA FEMININA: NÓS APOSTAMOS NISSO!

Gostar de si mesma, acreditar no seu potencial, confiar na própria capacidade e se respeitar são elementos básicos da definição de autoestima. Assim, é possível ter uma pequena noção da importância dela. Acredite: A autoestima é um dos principais recursos da mulher para viver bem. Basicamente, ela determina a maneira como as pessoas se relacionam com a sociedade e o mundo, encaram os desafios da rotina diária e se protegem ou se expõem em situações que exigem controle emocional.

(Fonte da imagem abaixo)

segunda-feira, 9 de setembro de 2019

Assistência Social: direito do povo, com financiamento público e participação popular

Resultado de imagem para conferencia de assistencia social 2019


No ultimo dia 05 de setembro o poder executivo municipal, juntamente com o conselho de Assistência Social realizou a XXII conferencia Municipal de Assistência Social. O evento que legitima o poder de participação e controle social da população, previsto na Constituição Federal, trouxe como temática central: “Assistência Social: direito do povo, com financiamento público e participação popular”, em consonância com as deliberações dos conselhos estaduais e de demais municípios de todo o pais. A discussão do tema objetiva a defesa do Sistema Único de Assistência Social - SUAS, o qual vem sofrendo sérias ameaças na atual conjuntura.

quarta-feira, 4 de setembro de 2019

PASTORAL DA MULHER ENCERRA O MÊS DE ANIVERSÁRIO COM SERVIÇOS E PALESTRAS.


Ainda em comemoração aos 41 anos da Pastoral da Mulher, na última sexta-feira 30 de agosto foi oferecida às mulheres uma tarde de serviços de beleza, saúde e informação.

A tarde iniciou com a acolhida das mulheres na sede, e um bate papo com a coach financeira Graziella Carvalho, que orientou as mulheres a avaliar os seus rendimentos, organizar as suas finanças e criar ideias de como aumentar a sua renda. Em sua abordagem utilizou de uma metodologia simples para falar sobre “6 passos para organizar seu dinheiro” que trata-se de:

1.    Metade dos gastos: despesas fixas com a casa;
2.    Garantir dinheiro para se divertir;
3.    Dinheiro para beleza;
4.    Dinheiro para educação;
5.    Dinheiro para realizar um sonho;
6.    Dinheiro para doação.

A coach trouxe dicas simples de como administrar e “fazer” dinheiro, apresentando algumas alternativas para geração de renda, tais como: vender produtos de beleza, fazer bazar, vender salgadinhos, bebidas e outros.

 



terça-feira, 3 de setembro de 2019

NOSSOS AGRADECIMENTOS A QUEM DOA SEU TEMPO PARA FAZER O BEM


Os voluntários são pessoas que doam seu tempo para realizar trabalhos sem fins lucrativos. Eles praticam ações que são de interesse social e comunitário, ajudando quem precisa e sendo solidário.

 No Brasil, o dia 28 de agosto de 1985, foi instituído como o Dia Nacional Do Voluntariado (DNV), por meio da Lei Nº. 7.352, sancionada pelo então Presidente da República, José Sarney. Esta data serve para homenagear e destacar o trabalho das pessoas que atuam como voluntárias em diversas causas para o bem da comunidade.   
 
 
 

  Os voluntários da Pastoral da Mulher, atuam na área da saúde, e oferecem seus serviços em atendimento médico e enfermagem. Nesse mês de agosto, eles também deixaram sua mensagem expressando sua satisfação em fazer o bem:  "Ser voluntário é se sentir ajudado! É quando você contribui para aliviar o sofrimento do outro.” Dr. Calísio Neto – médico, Clínico geral. Já Haretha Gomes, enfermeira, acredita que o trabalho voluntário tem um grande significado para sua vida, pois, "cuidar da saúde das mulheres me faz muito bem".  

terça-feira, 27 de agosto de 2019

“Esse sistema não vale” é o tema do 25º Grito dos/as Excluídos/as

Paróquias, grupos e pastorais sociais da Diocese de Juazeiro irão realizar, no próximo dia 7 de setembro, o 25º Grito dos/as Excluídos/as. Este ano, a manifestação popular, que acontece em várias cidades do país, tem como temática “Esse sistema não vale: lutamos por justiça, direitos e liberdade”. A concentração do Grito dos/as Excluídos/as será às 9h30, na Orla, em frente ao Rei do Caldo.

segunda-feira, 26 de agosto de 2019

Celebração marca o Jubileu de Prata de Dom Beto Breis, bispo de Juazeiro/BA

 
No último sábado, dia 24/08, foi realizada uma celebração pelos 25 anos de ministério presbiteral do nosso Bispo diocesano, Dom Beto Breis, na Catedral-Santuário N. Sra. das Grotas.
 
Caravanas de Fortaleza, no Ceará, e das cidades de Ipojuca, Recife, Sirinhaém e Pesqueira, em Pernambuco, além de freis da Província Franciscana de Santo Antônio do Brasil, estiveram presentes na celebração.
 
A Santa Missa foi ainda concelebrada por diversos bispos do Regional NE3 da CNBB (Bahia e Sergipe) e a homilia feita por Dom Genival Saraiva, bispo emérito de Palmares/PE, do Regional NE2, que agradeceu a Deus pelo dom que nos deu através da vocação presbiteral de Dom Beto.
 

sexta-feira, 23 de agosto de 2019

Assistentes Sociais da Pastoral da Mulher preparam usuários de diversos serviços para a Conferência de Assistência Social


A Pastoral da Mulher, Unidade Oblata em Juazeiro, é membro do Conselho municipal de Assistência Social – CMASJ - há 06 anos, onde já construiu uma trajetória na luta pela defesa da Política de Assistência Social, bem como pela representação do público assistido; ocupando por 02 vezes a cadeira da presidência enquanto representação da sociedade civil.

Na conjuntura atual, onde presenciamos um processo gradativo de desmonte das políticas públicas, paralelo a um aumento crescente da desigualdade social, discutir alternativas de fortalecimento da política de Assistência Social enquanto direito se faz imprescindível e necessário. Nesta perspectiva, estados e municípios, como forma de resistência, estão realizando seus processos de conferência, mesmo diante do descaso do governo Federal com o importante e legítimo espaço de controle social assegurado pela Constituição federal de 1988.

sexta-feira, 16 de agosto de 2019

“AQUI AS PROTAGONISTAS DESSA HISTÓRIA TEM VOZ..."

O cotidiano está abarrotado de temas sobre os quais conversar, questionar e compartilhar nas redes sociais. Geralmente são temas diversos como saúde, política, viagens, famosos e outros. São assuntos presentes nas rodas de amigos, nos grupos de whatsapp, nas mesas das famílias. Porém, existem assuntos que são delicados, inconvenientes para alguns, dolorosos para outros, ignorados pela maioria.

Prostituição ainda é um tema “tabu”, desses em que a sociedade se emudece. É assunto complexo, que exige bastante estudo e aproximação com a realidade, pois é um fenômeno diretamente imbricado com os processos de desigualdades sociais e de gênero presentes nas diferentes conjunturas.




O dia a dia das mulheres que exercem a prostituição é repleto de ambiguidades. Está embutido num contexto local, mas não deixa de ser uma realidade que se insere no contexto global. Daí a importância de voltar o olhar para a conjuntura atual que gera pobreza e que aumenta o número de pessoas marginalizadas, excluídas e invisíveis.


“É muito ruim passar por homens de todo jeito,
ter que aguentar homens diferentes,
aguentar desaforo de homem...”

Existem infinitos debates sobre prostituição, se a prática deve ou não ser reconhecida “pela lei”, se aqueles que a fazem devem ou não ser protegidos ou até mesmo punidos por ela.

“Tem muitas que querem que assinem a
carteira como prostituta e
eu não acho que seja uma profissão. ”

De maneira sutil e priorizando a ética em relação à suas identidades, traremos recortes de algumas falas das mulheres assistidas por nossa instituição. Mulheres prostitutas, mulheres prostituídas, mulheres que já vivenciaram a prostituição, mulheres que não tiveram a escolha de seus próprios caminhos, mulheres que foram silenciadas.

“Sobre a prostituição, eu nunca quis ficar dentro do bar,
pois não queria que os homens ficassem me amaciando.
Quando eu ficava com os home, eu é que escolhia. “

Atuamos na cidade de Juazeiro há quatro décadas e nossa experiência diz que não cabe a ninguém as acusar por suas escolhas sem conhecer suas histórias de vida. Nós, agentes da Pastoral da Mulher, alimentados pela espiritualidade oblata, caminhamos juntos com elas lutando contra a indiferença, fortalecendo o seu “ser mulher”, promovendo cidadania, enfrentando desigualdades, respeitando-as.

Nosso jardim está repleto de flores e aqui as protagonistas dessa história tem voz. Algumas das nossas assistidas retrataram suas realidades no mundo da prostituição ou de quando saíram dele, mas trouxeram também suas vidas e um cotidiano parecido com o de tantas mulheres. Nas próximas postagens, conheçam um pouco sobre Orquídea, Margarida e Girassol.

Acompanhe-nos!


MARCHA DAS MARGARIDAS: CEM MIL MULHERES PARAM BRASÍLIA EM LUTA POR DIREITOS



Mais de cem mil mulheres ocuparam as ruas de Brasília, nesta quarta (14), durante a 6°.edição da Marcha das Margaridas. Num encontro simbólico, milhares de mulheres camponesas, sem terras, quilombolas, pescadoras, ribeirinhas e oriundas de diversos povos e comunidades tradicionais tomaram a capital federal, unindo-se às indígenas que participavam da I Marcha das Mulheres Indígenas.


quinta-feira, 15 de agosto de 2019

UMA PEREGRINA DA MISSÃO OBLATA EM JUAZEIRO


A Pastoral da Mulher - Rede Oblata - completou 41 anos de trabalho oblata em Juazeiro da Bahia e, nesses dias de comemoração, vivemos uma certa nostalgia em relação à caminhada do projeto. Revivemos nossa história através de fotos e relatos, de conversas com as mulheres.
De maneira carinhosa, trazemos aqui um breve bate-papo com Maria das Neves, Educadora Social que atua há aproximadamente 30 anos na Pastoral da Mulher. Possui vínculo desde a época da Escola Senhor do Bonfim, quando existia uma creche para as mulheres deixarem seus filhos.


terça-feira, 13 de agosto de 2019

MULHERES CELEBRAM OS 41 ANOS DA PASTORAL DA MULHER E PARTILHAM SOBRE SUAS VIVÊNCIAS


O encontro, a união e o compromisso de pessoas possibilitou a criação da Pastoral da Mulher, instituição que atua no atendimento e acompanhamento das mulheres que exercem a prostituição e estão em vulnerabilidade social. O trabalho começou na década de 80, quando as irmãs Oblatas do Santíssimo Redentor, foram convidadas pelo o saudoso Bispo da Diocese, Dom José Rodrigues de Souza, para assumir o trabalho desenvolvido com mulheres na Escola Senhor do Bonfim, fundada em 1978, com o nome inicial de Escola São José.

A Pastoral oferece atendimento especializado às mulheres, contando com atividades ligadas  a saúde, beleza, rodas de conversa sobre diversos temas do universo feminino, entre outras, e conta com uma equipe multidisciplinar, apoiando e orientando o público nas diversas demandas e situações cotidianas. 

 
 

quarta-feira, 7 de agosto de 2019

Governo do Estado da Bahia sanciona leis de combate ao abuso sexual contra mulheres

 
No dia em que a Lei Maria da Penha completa 13 anos, o governador Rui Costa sanciona duas leis voltadas à proteção das mulheres na Bahia. Ambas foram publicadas no Diário Oficial do Estado (DOE) e estão em vigor a partir desta quarta-feira (7). Uma delas dispõe sobre a obrigatoriedade da fixação de placas contendo, de forma legível e aparente ao público, a lei federal nº 13.718/2018 em diversos espaços e meios de transporte, com o objetivo de combater a importunação sexual contra mulheres. As placas também devem indicar o Disque 180 para denúncia das violações. 

terça-feira, 6 de agosto de 2019

Irmãs Oblatas elegem novo Governo Geral

A Rede Oblata Brasil felicita a nova equipe do Governo Geral da Congregação das Irmãs Oblatas do Santíssimo Redentor, eleita no dia 02 de agosto em Ciempozuelos - Espanha - formada por Lourdes Perramon, Superiora Geral, e suas conselheiras Marisa Arreba, Alejandra Mancebo, Zenda Singzon, Roseli Consoli, escolhendo  Julita Nuñez como ecônoma.
 

sexta-feira, 2 de agosto de 2019

MULHERES VIVENCIAM TARDE DE CUIDADOS INTEGRATIVOS NA PASTORAL DA MULHER EM JUAZEIRO


As mulheres assistidas pela Pastoral da Mulher - Unidade Oblata em Juazeiro BA, desfrutaram de uma tarde de cuidados com a saúde e bem-estar.
O 'Plantão de Saúde' da última sexta feira (26) é uma atividade realizada mensalmente na instituição com o intuito de oferecer atendimento de saúde e outros serviços visando promover acolhida e bem estar das mulheres.



Nessa tarde foram oferecidos os serviços de orientação jurídica com as advogadas Vitória e Karen do Núcleo OAB Mulher - Subsecção Juazeiro -BA, ventosaterapia com Railane Delmondes e Gean, atendimento médico com o Dr. Calísio Neto, clínico geral, além do Cantinho da Beleza, atividade fixa das sextas feiras.

terça-feira, 30 de julho de 2019

Julho das Pretas abre debate sobre gênero e desigualdade racial na Pastoral da Mulher de Juazeiro

No dia 25 de julho comemora-se "O Dia Internacional da Mulher Afro- Latino-americana e Afro-Caribenha". A data foi criada durante o I Encontro de Mulheres Afro-Latino-Americanas e Afro-caribenhas, em Santo Domingos, República Dominicana, representando um marco internacional de luta e resistência das mulheres negras.

quinta-feira, 25 de julho de 2019

REDE DE ENFRENTAMENTO À VIOLÊNCIA DOMÉSTICA DEBATE FLUXO DE ACOLHIMENTO PARA CASA ABRIGO

Na última quarta-feira (24) ocorreu mais uma reunião da Rede de Enfrentamento à Violência Doméstica. A reunião teve a participação de Sandla Barros, representante da Secretaria Estadual de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social que apresentou o fluxo de funcionamento da Casa Abrigo para Mulheres Vítima de Violência que está em funcionamento em Juazeiro.
 

quarta-feira, 3 de julho de 2019

Primeira mulher eleita para prefeitura de Amsterdã planeja reforma do Distrito da Luz Vermelha

Femke Halsema quer mudar algumas práticas, como, por exemplo, a das vitrines de rua, que deixam as mulheres expostas aos olhares de turistas. A prostituição é legalizada na Holanda desde 2000.

Distrito da luz vermelha: Mundialmente famosa como uma área de prostituição, atividade legalizada na Holanda, prefeita de Amsterdã quer eliminar a exposição das profissionais em uma vitrine (Yves Herman/File Photo/Reuters)
 
 
 Femke Halsema, a primeira mulher eleita para a prefeitura de Amsterdã, na Holanda, lançou nesta quarta-feira (3) planos para reformular o Distrito da Luz Vermelha da cidade. O local é conhecido pela concentração de negócios relacionados ao sexo e à prostituição, que é legalizada no país desde 2000.
 
Halsema sugere quatro possíveis medidas a serem adotadas na região: acabar com as chamadas vitrines de rua; fechar os bordéis do Distrito da Luz Vermelha e movê-los para outro lugar; apenas reduzir o número deles ali; ou, na contramão, aumentar o licenciamento de prostitutas de vitrines, o que poderia evitar a prostituição ilegal.

segunda-feira, 1 de julho de 2019

Mulheres unidas pelo fortalecimento da Rede de Proteção Social

Com o tema "Rede de Proteção Social", a Pastoral da Mulher veiculou neste domingo 30/06 informações para os ouvintes do programa 'A Voz do Velho Chico' da rádio Grande Rio AM 680.
 A Rede de Proteção Social consiste na junção de diferentes programas de cunho social que coordenam esforços voltados à assistência da classe brasileira mais carente e vulnerável, definida a partir de parâmetros de renda e constituição familiar. Compõe a rede instituições públicas e privadas, a exemplo de ONG, fundações e etc.




sexta-feira, 14 de junho de 2019

GREVE GERAL: RESISTÊNCIA!

Trabalhadores insatisfeitos com os "ataques" do atual governo contra os direitos trabalhistas, mais uma vez vão às ruas junto com estudantes e vários movimentos, numa manifestação contra a reforma da Previdência e cortes na educação. 

“Feliz por estar aqui com outras mulheres que são diferentes de mim e ao mesmo tempo são iguais”


O Encontro da Rede Oblata 2019, realizado em São Paulo de 3 a 7 de junho aconteceu sobre um clima de bastante proximidade e interação entre as agentes das unidades e as irmãs.


Este ano foram abordados os seguintes temas:

sábado, 1 de junho de 2019

PASTORAL DA MULHER É BENEFICIADA COM CESTAS BÁSICAS DO PROJETO "TODOS POR TODAS" DO COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR

A Pastoral da Mulher, Unidade Oblata em Juazeiro/BA, foi  uma das instituições beneficiadas com o projeto ‘Todos por Todas’ do Colégio da Polícia Militar de Juazeiro, que arrecadou alimentos, roupas e itens de higiene para instituições que lutam pela defesa dos direitos das mulheres na cidade.
 
 

quinta-feira, 30 de maio de 2019

PASTORAL DA MULHER REALIZA AÇÃO DE CIDADANIA


















No dia 28 de maio de 2019 a Pastoral da Mulher, unidade Oblata em Juazeiro, realizou uma ação intitulada "Ação de Cidadania" com o objetivo de proporcionar às mulheres atendidas o acesso a diversos serviços na perspectiva da garantia de direitos.

terça-feira, 28 de maio de 2019

SERVIDORES DA SEGURANÇA QUE RESPONDEM À MARIA DA PENHA TERÃO ARMA RECOLHIDA

A restrição começou a valer a partir da última quinta-feira (23/5) e vale para todas as forças de segurança do Distrito Federal.




Poiciais civis e militares, bombeiros, agentes penitenciários e qualquer outro servidor das forças de segurança do Distrito Federal terão as armas recolhidas caso respondam a algum processo no âmbito da Lei Maria da Penha. O decreto foi assinado pelo governador Ibaneis Rocha, na última quinta-feira (23/5), e a medida passa a valer a partir da data de publicação do documento no Diário Oficial do DF (DODF).

quinta-feira, 23 de maio de 2019

EQUIPE DA PASTORAL REALIZA CICLO DE ESTUDOS PREPARATÓRIOS PARA A REDE OBLATA


A equipe da Pastoral da Mulher, unidade Oblata em Juazeiro/BA, esteve reunida nos dias 29 de abril e 20 e 22 de maio, para um ciclo de formação em preparação para o encontro da Rede Oblata que ocorrerá em São Paulo, no mês de junho.

terça-feira, 21 de maio de 2019

PASTORAL DA MULHER REVIVE HISTÓRIA DE PADRE SERRA JUNTO ÀS MULHERES





No último dia 11 de maio comemorou-se um marco muito importante para Congregação e Projetos Oblatas, o nascimento de José Maria Benito Serra, que ao lado de Madre Antonia, fundou a primeira casa de acolhida para mulheres em situação de prostituição.
 
Serra, como um discípulo de Jesus, se sensibilizou com a situação das mulheres que sofriam com o estigma da prostituição e se encontravam em situação de extrema vulnerabilidade, afetadas por doenças e discriminação, e internadas no subsolo do hospital São João de Deus, na cidade de Madrid-Espanha. Serra ouviu atentamente à confissão dessas mulheres e com atitude fraterna, abençoou e acolheu às suas dores, dizendo: "se todas as portas se fecham, eu lhes abrirei uma..."

sexta-feira, 17 de maio de 2019

Publicada lei que garante mais proteção à mulher vítima de violência

A Lei Maria da Penha prevê, a partir de agora, a aplicação de medidas protetivas de urgência a mulheres ou a seus dependentes ameaçados de violência doméstica ou familiar. O Diário Oficial da União publica hoje (14) a lei sancionada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, com as alterações que darão mais rapidez nas decisões judiciais e policiais.
De acordo com nova norma, quando constatada a existência de risco atual ou iminente à vida ou à integridade física da mulher, ou de seus dependentes, o “agressor será imediatamente afastado do lar, domicílio ou local de convivência” com a vítima, medida que pode ser adotada pela autoridade judicial; pelo delegado de polícia; ou pelo policial, quando o município não for sede de comarca e não houver delegado disponível no momento da denúncia.
A lei prevê também que, quando a aplicação das medidas protetivas de urgência for decidida pelo policial, o juiz deve ser comunicado, no prazo máximo de 24 horas, para, em igual prazo, determinar sobre “a manutenção ou a revogação da medida aplicada, devendo dar ciência ao Ministério Público (MP) concomitantemente”. Antes das alterações, que passam a valer a partir desta terça-feira, o prazo era de 48 horas.
"A mulher que passa por situação de violência tem pressa. Especialmente nessas áreas em que não há comarca ela acaba desprotegida. Garante-se, assim, a medida protetiva e que o Judiciário analise a validade da medida em até 24h", disse a titular do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, ao comentar a sanção da lei.

sexta-feira, 10 de maio de 2019

“ESTOU FELIZ, POIS PUDE TER UM DIA DIFERENTE COM MEU FILHO”


Com o objetivo de comemorar o Dia das Mães, a Pastoral da Mulher proporcionou um dia de homenagens e lazer para as mulheres atendidas, na Chácara Vitória, no último dia 08 de maio.
 
O momento foi iniciado com uma mensagem sobre “ser mãe”, dando espaço a brincadeiras e banho de piscina, onde mães e filhos puderam se divertir e interagir. Em seguida houve o almoço coletivo entre mulheres, filhos e a equipe da Pastoral.


 

segunda-feira, 29 de abril de 2019

PASTORAL DA MULHER PARTICIPA DA 3ª EDIÇÃO DA FESTA DA VIDA

 
Uma festa para celebrar a solidariedade. Assim foi a terceira edição da Festa da Vida, realizada neste domingo (28) pela Diocese de Juazeiro, ao lado da Catedral Santuário N. Sra. das Grotas, no centro da cidade. O evento começou às 8h nas margens do Rio São Francisco, no bairro Angari, e contou com procissão, missa e diversas apresentações da cultura popular, além de tendas com a exposição do trabalho das Pastorais sociais. Participantes de diversas cidades da região estiveram presentes no evento.
 


quarta-feira, 24 de abril de 2019

Plataforma para combater violência doméstica é lançada na Câmara

A Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Câmara dos Deputados e a comissão externa que acompanha casos de violência doméstica lançam, na tarde de ontem (23), o Projeto Glória, uma plataforma de inteligência artificial voltada para o combate à violência contra a mulher.
Cada vez que uma pessoa interagir com a personagem da plataforma, um robô batizado de Glória, a informação que se trocou sobre o assunto será acrescentada ao repertório do software, melhorando o conteúdo que chega aos usuários que o consultam.
Além do processo de machine learning, ou seja, da assimilação e aprimoramento constantes de informações, outra finalidade do programa é gerar relatórios que permitam o mapeamento das ocorrências, separando os dados a partir de faixa etária, local e dados socioeconômicos das vítimas.
A idealizadora do projeto, a professora universitária Cristina Castro Lucas de Souza, explicou que se trata de um trabalho de potência por ser colaborativo e por ter a capacidade de evitar que a violência se consume, uma vez que a proposta é fornecer esclarecimento tanto a vítimas como a mulheres que ainda não conseguem discernir o que é agressão.

Páscoa: Jesus ressuscitou. Aleluia!



Na véspera da sexta-feira da Paixão a Pastoral da Mulher promoveu uma celebração reflexiva sobre a páscoa junto ao público atendido. Dez mulheres participaram do momento onde puderam refletir sobre a importância do Cristo para o fortalecimento pessoal de cada uma.

Três momentos especiais foram realizados pela equipe:

“O Julgamento” – Uma sala ornamentada e uma das integrantes da equipe caracterizada como uma mulher agredida, levaram as mulheres a refletir sobre as situações em que se sentiam julgadas, violentadas e enfraquecidas na fé recordando o julgamento de Jesus. Elas expressaram sentimentos diante do exposto, algumas delas citando que por muitas vezes foram apontadas e julgadas por familiares e pela sociedade.


 “A importância de Simão Cirineu” -  Neste segundo espaço elas puderam refletir sobre quando alguém as auxiliou a lidar com suas dores, a carregar “suas cruzes” e quando elas próprias ajudaram a carregar a cruz de alguém. Destacou-se aqui a importância da esperança e da gratidão. Para as mulheres esse foi um momento bastante emocionante e algumas relataram: “a importância da força interior”, “acreditar que não se está só”, “a relevância dos amigos, familiares e da Pastoral” para fortalecer a confiança nelas mesmas.



“Ressurreição” - O último momento se deu na perspectiva de celebrar a ressurreição. Foi promovido um espaço de relaxamento, demonstrando que todos nós somos capazes de ser resilientes. Mostrou-se que assim como o Cristo venceu a cruz, cada um de nós pode vencer suas dificuldades, pois sempre encontraremos na fé e nas pessoas que estão caminhando junto conosco, a força necessária para continuar buscando melhorias. As mulheres puderam expressar quais sentimentos gostariam que morressem nelas e quais virtudes gostariam que brotassem, assim trouxeram: “morrer para medo”, “morrer para a insegurança”, “morrer para o nervosismo”, “nascer para a fé”, “nascer para a coragem e esperança”, “nascer para o perdão”.



Ao final, a equipe realizou a benção dos pãezinhos. Estes foram distribuídos e as mulheres foram presenteadas com sementes de girassol o livro “Momentos de Sabedoria”.

sexta-feira, 12 de abril de 2019

Alemanha repensa sua lei de prostituição

Getty Images/iStockphoto















11/04/2019 10h20
 
O país tem uma das legislações de prostituição mais liberais da Europa. E estima-se que pelo menos 200 mil mulheres trabalhem com serviços sexuais. Modelo nórdico, que criminaliza o cliente, está em debate.Ao longo de seis anos, Sandra Norak* trabalhou como prostituta na Alemanha. Quando ainda era menor de idade e frequentava o último ano do Ensino Médio, ela conheceu pela internet um homem muito mais velho que lhe prometeu todo o amor.

Irmãs Oblatas no enfrentamento ao tráfico de pessoas

Em Roma, pela Rede Talitha Kum, estivemos representadas pela Irmã Oblata Sandra Nora Ortiz. Junto com outras organizações, mais de 200 pessoas se reuniram para trabalhar as orientações pastorais para o enfrentamento ao Tráfico de Pessoas. O encontro foi finalizado com uma audiência com o Papa Francisco, na qual foram apresentados os resultados.


quinta-feira, 11 de abril de 2019

Plenário do Senado aprovou o projeto que altera a Lei Maria da Penha


O Plenário do Senado aprovou nesta terça-feira (9), em votação simbólica, o projeto que altera a Lei Maria da Penha para facilitar a aplicação de medidas protetivas de urgência para mulheres ou a seus dependentes, em casos de violência doméstica ou familiar. O Projeto de Lei da Câmara (PLC) 94/2018 segue para sanção presidencial.
O texto aprovado dá mais poder a autoridades do Judiciário e policiais na adoção de medidas emergenciais protetivas. O projeto determina que, verificada a existência de risco atual ou iminente à vida ou à integridade física da mulher, ou a seus dependentes, o agressor deverá ser imediatamente afastado do lar, domicílio ou local de convivência com a ofendida.
A medida de afastamento imediato caberá à autoridade judicial (juiz de direito), ao delegado de polícia (quando o município não for sede de comarca) ou ao policial (quando o município não for sede de comarca e não houver delegacia disponível no momento da denúncia).
Nos casos em que as medidas protetivas forem decididas por delegado ou policial, o juiz deverá ser comunicado no prazo máximo de 24 horas e decidirá em igual prazo sobre a manutenção ou a revisão da medida, comunicando sua decisão ao Ministério Público.
Atualmente, a lei estabelece um prazo de 48 horas para que a polícia comunique ao juiz de direito sobre as agressões, para que, só então, ele decida sobre as medidas protetivas. O prazo, no entanto, é considerado excessivo em alguns casos, contribuindo para que a vítima fique exposta a outras agressões, colocando-a em risco até de morte.
O texto determina ainda que o juiz competente determinará o registro da medida protetiva de urgência em banco de dados mantido e regulado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), garantido o acesso do Ministério Público, da Defensoria Pública, dos órgãos de segurança pública e assistência social.
A proposta também prevê que, enquanto for verificado risco à ofendida ou à efetividade da medida protetiva, não será concedida liberdade ao preso.
A proposta foi relatada pela senadora Juíza Selma (PSL-MT) na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) e no Plenário. Para ela, essa mudança é urgente. Conforme disse, há lugares que ficam a centenas de quilômetros do juiz mais próximo.
Leia mais em Senado Notícias  

quinta-feira, 4 de abril de 2019

PASTORAL DA MULHER DE JUAZEIRO REALIZA AÇÕES SOBRE O TEMA DA CAMPANHA DA FRATERNIDADE 2019

A Campanha da Fraternidade é uma campanha realizada anualmente pela Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) no período da Quaresma. Seu objetivo é despertar a solidariedade dos fiéis e da sociedade em relação a um problema concreto que envolve a sociedade brasileira. A campanha de 2019, tem o tema: “Fraternidade e Políticas Públicas” e o lema “Serás libertado pelo direito e pela justiça” (Is 1,27).
 
Nesta Campanha, a Igreja Católica busca chamar a atenção dos cristãos para o tema das políticas públicas, ações e programas desenvolvidos pelo Estado para garantir e colocar em prática direitos que são previstos na Constituição Federal e em outras leis.
 

"Você pode ser feminista e feminina. Eu sou"

Nos últimos tempos o feminismo vem sendo bastante discutido e destacado, buscando uma transformação do papel de muitas mulheres de diversas culturas, etnias e opções sexuais para uma forma mais igualitária em um mundo capitalista, dominador e centrado na figura do homem. 


Para um número cada vez maior de mulheres jovens, o feminismo é um movimento ultrapassado, radical e às vezes até desnecessário, cheio de ideias equivocadas.


Em vídeo, Chimamanda Ngozi Adichie, feminista e escritora nigeriana, reage a comentários deixados no Instagram da revista Marie Claire como: "Eu não preciso de feminismo porque eu não sou uma vítima": "Sim, você precisa", diz a escritora.





sexta-feira, 29 de março de 2019

CONSELHO MUNICIPAL DE DEFESA DOS DIREITOS DA MULHER DE JUAZEIRO/BA PROMOVE MESA DE DEBATES SOBRE: “MULHERES, DIREITOS HUMANOS E ATUAL CONJUNTURA. ”


Aconteceu na manhã do dia 28/03, mais um evento promovido pelo CMDDM – Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Mulher de Juazeiro/BA, através de um espaço de debates com o tema: “Mulheres, Direitos Humanos e Atual Conjuntura Política”. O evento foi realizado no Núcleo Temático 31, UNIVASF – Universidade Federal do Vale do São Francisco e faz parte do calendário alusivo ao dia internacional da mulher.
   

Pastoral da Mulher de Juazeiro realiza semana de comemorações à vida e legado de Madre Antônia

Na última semana entre os dias 18 e 22 de março, a Pastoral da Mulher - Unidade Oblata em Juazeiro BA, dedicou uma semana de celebração pela comemoração do aniversário da  Madre Antônia, nascida em 16 de março de 1822 em Laussane (Suíça).

Mulher forte e de grandes sonhos, aceitou como missão a doação e serviço através do trabalho com a mulher em situação de prostituição e fundou junto com Padre José Maria Benito Serra a primeira Casa em Ciempozuelos (Madri), para acolher mulheres e jovens que desejavam deixar a prostituição.

 

quarta-feira, 27 de março de 2019

HOSPITAIS TERÃO 24H PARA NOTIFICAR CASOS DE VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER, APROVA SENADO

Profissionais de saúde terão prazo para comunicar à polícia casos de indícios ou confirmação de agressão.
De autoria da deputada Renata Abreu (Pode-SP), texto pede “providências cabíveis e...

O Senado aprovou, nesta quinta-feira (21), projeto que determina prazo de 24h para que profissionais da rede pública e privada de saúde notifiquem a polícia em casos de violência contra a mulher ou até indícios deste tipo de crime.

Atualmente, redes de saúde já são obrigadas a notificar casos, mas não havia prazo para a comunicação. A proposta aprovada tem a intenção de evitar que casos de violência contra a mulher sejam subnotificados.

segunda-feira, 25 de março de 2019

Café Sem Preconceitos



Aconteceu na manhã do dia 21/03, na sede da Pastoral, a 1ª Edição do "Café sem preconceitos", que teve como tema: "Mulheres invisíveis - um olhar sobre a prostituição feminina e políticas públicas no Brasil.

O evento teve como objetivo envolver a sociedade em geral nas discussões sobre a realidade da prostituição e problemas vividos pelas mulheres que estão nesse contexto, bem como oportunizar reflexões sobre as situações de violências, preconceitos e exclusões que se encontram presentes no mencionado cenário.

2ª edição do Curso: Intervenção Social na Prostituição Feminina


https://www.sympla.com.br/curso-intervencao-social-na-prostituicao-feminina---2-edicao__476554

A Pastoral da Mulher, unidade da Rede Oblata Brasil, abre inscrições para a 2ª Edição do Curso: Intervenção social na prostituição feminina, que será realizado nos meses de maio e junho, em 04 módulos, com carga horária de 20h.

sexta-feira, 22 de março de 2019

Patoral da Mulher realiza panfletagem no Mercado Produtor de Juazeiro/BA


A equipe da Pastoral da Mulher, Unidade da Rede Oblata em Juazeiro/BA, realizou, no dia 19/03, uma ação de panfletagem nas dependências do Mercado do produtor em Juazeiro, nos períodos da manhã e da tarde, com a finalidade de divulgar a instituição e os serviços oferecidos às mulheres.
 

terça-feira, 19 de março de 2019

COMUNICADORES DE NOVE CIDADES DO NORTE BAIANO PARTICIPAM DE ENCONTRO DIOCESANO DE COMUNICAÇÃO EM JUAZEIRO



Mais de 50 comunicadores vindos das nove cidades que compõem a nossa Diocese estiveram reunidos no último sábado (16) para um dia de encontro sobre a missão de comunicar o Evangelho através das mídias sociais. O Endicom – Encontro Diocesano de Comunicação – aconteceu no Auditório da Escola Recanto do Pequeno Príncipe, das 8h às 17h, contando com momentos de formação sobre redes sociais, painel de experiências, espiritualidade e articulação do trabalho da Pascom na Diocese.

sexta-feira, 15 de março de 2019

Quem mandou matar Marielle Franco?


 
Após um ano da execução da vereadora Marielle Franco e seu motorista Anderson Pedro Gomes, muitas cidades realizaram homenagens em memória ao legado da vereadora. Em Juazeiro/BA, mesmo debaixo de sol intenso, várias pessoas deixaram suas rotinas e se reuniram em um ato que percorreu o centro da cidade.  O grito era de justiça e de esclarecimento pela execução da mulher negra, mãe, homossexual, periférica e defensora dos direitos humanos.